ASSINAR A ROGO

O inquilino ou o proprietário que não possa ou não saiba assinar, terá de se socorrer de outra pessoa, que a seu rogo, firme o contrato de arrendamento ou qualquer outro documento.

No contrato deve estar devidamente identificado o rogante e o rogado, só se tornando válido quando a assinatura for feita ou confirmada perante notário e depois do documento ser lido presencialmente.

 

(Código Civil art.º 373.º) 



 

 
................................................................
Copyright © 2017. ANP. Sede: Avenida 5 de Outubro, n.º 156-3.º 1050-062 Lisboa ---»Tel:211 990 589 Design by Jose Pinto - Todos os direitos reservados