Imprescindível no apoio aos proprietários

A ANP PERANTE A PANDEMIA

 


Mesmo durante os confinamentos decretados quinze vezes, tanto no primeiro estado de emergência, que vigorou durante 45 dias, desde 19 de março de 2020, mês em que se verificaram em Portugal os primeiros casos de infeção, até 2 de maio desse mesmo ano, como  durante o segundo estado de emergência que vigorou 173 dias, entre 9 de novembro de 2020 e 30 de abril de 2021, a ANP manteve os serviços abertos, muito embora em regime de serviços mínimos.

 

Apesar das dificuldades surgidas, que não negamos, conseguimos manter todos os postos de trabalho e continuámos a servir os proprietários, nomeadamente habilitando-os a fazer frente à vaga de incumprimento no pagamento das rendas de casa.

 

Também durante o período de contenção da última semana de 2021 e início de 2022, mantivemos a Associação, tanto na Sede em Lisboa, como na Delegação do Porto a prestar todo o apoio aos associados.

 

Já que muito rapidamente ninguém se pôde considerar a salvo, a atual pandemia é a demonstração prática de nefastos efeitos da globalização.

 

Seja qual for o destino que este flagelo nos reserve, tal como a ANP conta com os seus associados, podem também os associados – razão de ser da nossa existência -  continuar a contar com a ANP.

A DIREÇÃO

 

 

 

                                                                  FIM

    

 

  
 
................................................................
 
Copyright © 2024. ANP. Sede: Rua de Timor, n.º 6 C/V 1170-372 Lisboa Tel:211 990 589 Design by Jose Pinto - Todos os direitos reservados

Utilizamos cookies para lhe garantir uma melhor experiência de navegação no website. Ao utilizar o website, confirma que aceita o uso de cookies. Mais informações To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive plugin by www.channeldigital.co.uk